Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/8781

Title: Avaliação de cultivares de mirtilo no Alentejo Anterior
Authors: Machado, Rui
Jesus, Ricardo
Keywords: mirtilos
cultivares
Issue Date: 30-Sep-2013
Publisher: Pequenos frutos Agrotec
Abstract: As plantas de mirtilo eram cultivadas em climas frios, pois as cultivares utilizadas “Northern highbush “ após a entrada em dormência necessitam de acumular entre 800 a 1200 h de temperaturas entre 0 e 7.2 º C (“chilling”). Contudo, devido ao aparecimento das cultivares “Southern highbush ” e “Rabbiteys” com menores necessidades de acumulação de baixas temperaturas; respectivamente, entre 150 a 800h e entre 300 a 700h a cultura tem vindo a expandir-se para áreas climáticas mais quentes, de países como: Brasil, Chile, Argentina, Marrocos, Espanha, Austrália, Africa do Sul, E.U.A. Portugal, etc. No nosso país, a maior área de produção situa-se em Sever do Vouga e no litoral Alentejano. Contudo, a cultura tem vindo a expandir-se para o interior do Pais, destacando-se a implantação de 60 ha em Idanha-a-Nova, onde no verão a temperatura atinge valores muito elevados. Para analisar o comportamento de diferentes cultivares sob estas condições, instalou-se em 2010 na Universidade de Évora um ensaio de cultivares de Mirtilo.
URI: http://hdl.handle.net/10174/8781
Type: article
Appears in Collections:ICAAM - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Sem Arbitragem Científica
FIT - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Sem Arbitragem Científica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mirtilo.pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois