Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/27363

Title: Aspetos afetivos e regulatórios durante o processo de estudo de estudantes do ensino superior
Authors: Leal, Fátima
Grácio, Luísa
Editors: Monteiro, Vera
Martins, Margarida Alves
Mata, Lourdes
Morgado, José
Silva, Ana Cristina
Silva, José Castro
Gomes, Marta
Keywords: Estudo
Ensino Superior
Emoções Académicas
Regulação Emocional
Issue Date: 2019
Publisher: Edições ISPA.
Citation: Leal, F. & Grácio, L. (2019). Aspetos afetivos e regulatórios durante o processo de estudo de estudantes do ensino superior. In Monteiro, V., Mata, L., Martins, M., Morgado, J., Silva, J., Silva, A., & Gomes, M. (Orgs.). Educar hoje: Diálogos entre psicologia, educação e currículo (85-103). Lisboa: Edições ISPA. ISBN: 978-989-8384-54-6.
Abstract: Aspetos afetivos e regulatórios durante o processo de estudo de estudantes do ensino superior Fátima Leal Luísa Grácio Resumo:A universidade exige que os estudantes desenvolvam e utilizem estraté - gias de estudo e de aprendizagem mais profundas e profícuas do que nos níveis de ensino anteriores (Almeida, Araújo, & Martins, 2016). Durante o processo de estudo e de aprendizagem emergem emoções académicas (Pekrun, 2014) e afeto que interferem significativamente com a prestação dos estudantes. Identificar aspetos afetivos e de regulação emocional durante o estudo revela-se importante para maximizar a aprendizagem (quer aumentando o afeto positivo potenciador da aprendizagem quer diminuindo o afeto negativo de forma a não prejudicar o estudo e a aprendizagem dos estudantes). Esta investigação qualitativa teve por objetivo conhecer o que os estudantes de ensino superior sentem enquanto estudam e quais as estratégias regulatórias que utilizam para lidar com essas experiências emocionais. Os dados foram recolhidos através de entrevistas semiestruturadas realizadas a 48 estudantes e tratados através de análise de conteúdo. Os resultados mostraram que as experiências afetivas dos estudantes se caracterizam por variabilidade emocional e diferenciação em termos de presença/ ausência de gosto, vivência de dificuldade e regulação afetiva. Conclui-se que apesar dos estudantes mobilizarem estratégias emergem poucas estratégias de regulação emocional para lidarem com o muito que sentem enquanto estudam. Propostas de intervenção são deixadas nas conclusões deste trabalho. Palavras-chave: Estudo, Ensino superior, Emoções académicas, Regulação emocional.
URI: http://hdl.handle.net/10174/27363
ISBN: 978-989-8384-54-6.
Type: bookPart
Appears in Collections:PSI - Publicações - Capítulos de Livros

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Leal, F. &Grácio; L.2019.pdf240.95 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois