Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/7773

Title: Utilização da máquina de podar de discos num olival com 400 árvores por hectare
Authors: Dias, António Bento
Falcão, José
Pinheiro, Anacleto
Peça, J. O.
Editors: Bento, Albino
Pereira, José Alberto
Keywords: máquina de podar de discos
corte vertical na copa
corte horizontal na copa
Issue Date: Nov-2012
Publisher: Associação Portuguesa de Horticultura
Citation: Dias, A. B., Falcão, J., Peça, J. O., Pinheiro, A. (2012). Utilização da máquina de podar de discos num olival de 400 árvores por hectare. Actas Portuguesas de Horticultura nº 21, p. 107-114, ISBN -978-972-8936-13-6
Abstract: A avaliação da utilização da máquina de podar de discos na olivicultura portuguesa iniciou-se em 1997. Estes trabalhos, efectuados em olivais tradicionais, provaram que a utilização desta máquina permite uma redução dos custos de poda, sem diminuição da produção (Dias, 2006). Os resultados obtidos motivaram os autores a efectuarem um novo ensaio (2005) de avaliação da utilização da máquina num olival intensivo da variedade Picual, instalado a 7m x 3,5m, com rega gota-a-gota. O ensaio foi estabelecido em blocos casualizados com três repetições e com 30 árvores por bloco. Definiram-se os seguintes tratamentos: T0 – sem poda; T1 – poda manual efectuada em 2005 e em 2010; T2 – corte horizontal da copa em 2005, corte horizontal e vertical do lado nascente da copa em 2008 e corte horizontal e vertical do lado poente em 2010; T3 – corte horizontal da copa em 2005 e corte horizontal e vertical em ambos os lados em 2010. Comum a todos os tratamentos: -em 2006, foi efectuada uma poda manual para eliminar os ramos excessivamente pendentes. -em 2007 foi efectuado um corte horizontal da copa, eliminando uma calote esférica de 0,50m de altura. Avaliaram-se os tempos de poda e a produção média de azeitona por árvore. A produção obtida durante o período do ensaio veio mostrar que a utilização da máquina de podar de discos na poda de olivais com 400 árvores/ha não penaliza a produção de azeitona tal como se tinha verificado nos ensaios em olivais tradicionais (Dias et al., 2012). Os tratamentos onde se utilizou apenas a máquina de podar de discos diferiram significativamente (P<0.,1) entre si na produção de azeitona, tendo o tratamento T3 registado um menor valor devido à maior intensidade de poda efectuada em 2010. Estes resultados ainda não revelam uma estratégia de poda mecanizada, sendo necessário dar continuidade aos ensaios.
URI: http://hdl.handle.net/10174/7773
ISBN: 978-972-8936-13-6
Type: article
Appears in Collections:ICAAM - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica
ERU - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Poda-actas.pdf52.5 kBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois