Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/6725

Title: Actividade antioxidante de complexos proteína-polissacárido produzidos em culturas de Pleurotus ostreatus
Authors: Martins, M. Rosário
Caldeira, A. Teresa
Salvador, Cátia
Terasso, A.
Karmali, Amin
Candeias, M. Fátima
Arteiro, J. M.
Editors: Vanaclocha, Bernat
Folcará, Salvador
Keywords: Pleurotus ostreatus
Actividade antioxidante
complexos proteína-polissacárido
Issue Date: 2009
Publisher: Sociedad Española de Fitoterapia (SEFIT) e Sociedade Portuguesa de Fitoquímica y Fitoterapia (SPFito)
Citation: Martins, M.R., Caldeira, A.T.,Salvador,C., Terraço, A.P., Karmali, A., Arteiro, J.S., Candeias, M. F. (2009). Actividade antioxidante de complexos proteína-polissacárido produzidos em culturas de Pleurotus ostreatus. Revista de Fitoterapia, 9(S1): 139.
Abstract: Diversas espécies de cogumelos comestíveis têm sido referidas como fonte de compostos, nomeadamente complexos proteína-polissacárido, com propriedades terapêuticas. Neste trabalho efectuaram-se culturas de Pleurotus ostreatus em meio líquido e avaliou-se o perfil de produção de complexos proteína-polissacárido extra e intracelulares (EPS e IPS) utilizando diversas fontes de carbono: glucose, sacarose, maltose, manitol, beterraba e repiso de tomate, durante 14 dias de cultura. A concentração de IPS e EPS produzida nestas culturas variou entre 127 e 444 mg L-1 respectivamente. Todas as culturas de P.ostreatus produziram compostos com actividade antioxidante avaliada pelo método do DPPH, no entanto, as culturas contendo beterraba e repiso de tomate como fontes de carbono foram as que produziram maior quantidade destes compostos (inibição >45% para EPS e >22% para IPS). Os extractos de EPS e IPS das culturas em repiso de tomate e beterraba foram também os que apresentaram valores mais elevados de SOD, seguidos das culturas em glucose. As propriedades antioxidantes observadas nas culturas de P. ostreatus sugerem que culturas submersas deste Basidiomycete poderão ser uma importante fonte de compostos bioactivos com potencial valor medicinal. Este processo permite também valorizar a utilização de resíduos agro-industriais, com um baixo custo e elevada produção. As diferentes concentrações de EPS e IPS produzidas nas culturas de tomate e beterraba sugerem que esta estirpe de P. ostreatus pode produzir diferentes complexos, pelo que estudos futuros serão realizados no sentido de isolar e identificar estes diferentes compostos e avaliar outras propriedades biológicas, nomeadamente antitumorais. Agradecimentos: Este trabalho foi financiado pelo projecto PTDC/AGR-AAM/74526/2006 da FCT
URI: http://hdl.handle.net/10174/6725
ISSN: 1576-0952
Type: article
Appears in Collections:CQE - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica
ICAAM - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica
QUI - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
P97_98_RevistaFitoterapia.pdf33.26 kBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois