Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/27837

Title: Cante Alentejano, um lugar textual: contributos para o estudo de sentidos e materialidades literárias
Authors: Coelho, Teresa Sofia Nobre dos Santos
Advisors: Pereira, Cláudia Sousa
Keywords: Cante Alentejano
Literatura oral
Polissistema literário
Ecocrítica
Materialidades literárias
Cante alentejano
Literary polysystem
Oral literature
Ecocriticism
Literary materialities
Issue Date: 19-Mar-2020
Publisher: Universidade de Évora
Abstract: Através deste trabalho de investigação, pretendemos estudar um corpus de Cante Alentejano, perspetivando esse estudo a partir do conceito de literatura entendida como um polissistema, em que o texto verbal é um sistema em interação com outros sistemas, de acordo com as propostas teóricas desenvolvidas por Itamar Even-Zohar, e, desta forma, acrescentarmos novos olhares aos que foram já apresentados na Academia, sobre esta forma de expressão oral da arte verbal portuguesa, com fortes vínculos regionais. O conceito que norteia a nossa análise é o da relação estabelecida com o espaço, o lugar-Alentejo, entendida como construção de produção de presença segundo as teorias de Hans U. Gumbrecht, reforçadas pelas de Paul Zumthor, acerca da materialidade, da voz, da performance, e da receção, e que de igual modo, contribuem para a expansão do conceito de literatura. A relação é aqui perspetivada como procedimento fundamental para o conhecimento das diferentes manifestações do Cante Alentejano, sendo pensado como interação com o espaço, e, numa vertente performativa, em que os interstícios comunicativos entre o grupo que atua, atualizando o texto, e o efeito nos ouvintes são importantes. Os usos da relação enquadram-se ainda no âmbito da ecocrítica, onde são verificadas as diversas cartografias literárias que o enunciador/recetor pode traçar para o mesmo lugar-Alentejo. Assim, pretendemos averiguar se o Cante Alentejano se apresenta como uma máquina literária, no encalço da noção de lugar, servindo-se da performance como seu sistema operativo. Neste sentido, corpo/voz, sentido/presença, pensamento metafórico e lugar apresentam-se como conceitos que servem de base à análise efetuada no nosso trabalho. O lugar deverá ainda assumir-se como o próprio lugar do texto das modas, no sistema literário, já que é aqui, mesmo indissociável de outras práticas culturais, e artísticas, que o Cante naturalmente vive, que encontraremos a atitude e a técnica que transforma a linguagem verbal em Arte; Abstract: Through this investigative work we intend to study a corpus of the Cante Alentejano, having its perspective rooted upon the concept of literature as a polysystem in which the verbal text is a system interacting with other systems, supported by the theoretical proposals developed by Itamar Even-Zohar, thus adding new approaches to the ones former presented by the Academy on this particular form of oral expression of the Portuguese verbal art with strong regional bindings. Our analysis directive is that of the connection with the space -the local-Alentejounderstood as the build up of the production of “presence/existance” according to the theories of Hans U. Gumbrecht upheld by Paul Zumthor´s on the materiality, voice, performance and reception, all contributing to the expansion of the concept of literature. The connection/relationship is then perspectivated as a fundamental procedure towards the knowledge of the many manifestations of the Cante Alentejano interacting with the space, and, a performative view in which the communicative interstices among the group that perform updating the text and its effect upon the listeners, are both important. The usage of the relationship still fits in the range of ecocriticism, being possible to assert the various literary cartographies that the sender/receptor may draw for the same placeAlentejo. Thus, we intend to inquire whether the Cante Alentejano presents itself as a literary machine in the pursue of the concept of place, using its performance as an operating system. Bearing this in mind, body/voice, sense/presence, metaphorical thought and place, present themselves as the basis of our analysis. The “place” should define itself as its own origin of the lyrics of the songs, in the literary system,-even if inseparable from other cultural and artistic practices- since it’s where it (the “Cante Alentejano”) lives and where we can find the attitude and technique which transform the verbal language into Art.
URI: http://hdl.handle.net/10174/27837
Type: doctoralThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Doutoramento-Literatura-Teresa_Sofia_Nobre_dos_Santos_Coelho-Cante_alentejano....pdf7.98 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois