Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/27102

Title: Guia de campo do Curso de Primavera 2018 - A febre do ouro
Authors: ARAÚJO, António
SÃO PEDRO, Diogo
PEDRO, Jorge
MAIA, Miguel
MOREIRA, Noel
MENDES, Pedro
NOGUEIRA, Pedro
Keywords: Zona de Ossa-Morena
Cartografia
Escoural
Ouro
Issue Date: 2018
Abstract: No âmbito do já habitual Curso de Primavera realizado pelo projeto ZOM3D: Modelos Metalogénicos 3D da Zona de Ossa-Morena, em parceria com o Núcleo de Estudantes de Geociências da Universidade de Évora (GeoUE) e o Centro de Ciência Viva de Estremoz realiza-se nos dias 27, 28 e 29 a edição 2018 do Curso de Primavera, este ano sob o mote “A Febre do Ouro”. Neste sentido, e indo ao encontro dos objetivos e áreas de estudo do projeto ZOM3D vamos fazer um passeio geológico por um dos importantes setores tectono-estratigráficos da Zona de Ossa-Morena, o sector Montemor-Ficalho (Oliveira et al., 1991), mostrando algumas das principais características estruturais, metalogénicas e paisagísticas deste setor em plena paisagem alentejana de montado. Tendo em conta as suas características metalogénicas, este sector foi em 1971 definido por Goinhas como a faixa Magnetítico-Zincífera da ZOM, uma vez que nela se localizam importantes jazigos minerais de ferro, zinco e chumbo, tais como as minas de ferro de Montemor-o-Novo (Complexo mineiro de Monfurado, Santiago do Escoural); Vila Ruiva; Preguiça; Orada; Azenhas entre outros. Atualmente não existe qualquer tipo de exploração neste setor da ZOM, no entanto, estas explorações mineiras apresentaram uma importância económica e social no desenvolvimento das regiões do interior alentejano, tendo desempenhado um papel fundamental entre meado do século XIX e meados do século XX. O interesse pelo setor que vamos visitar neste curso tem, no entanto aumentado, não pelo seu potencial em Fe e Zn-Pb mas sim pelo seu potencial em metais considerados como estratégicos nas políticas atuais da União Europeia, exemplo disso é a presença de jazigos de ouro. Nos últimos anos os trabalhos desenvolvidos por empresas de prospeção no setor de Montemor-o-Novo demonstraram que esta área apresenta um elevado potencial para exploração deste elemento, tendo sido definidas reservas significativas deste metal. Nas saídas a realizar durante o Curso pretende-se mostrar algumas das unidades litológicas e condições metalogénicas nas quais ocorrem este tipo de mineralizações, mostrando algumas das antigas explorações e incentivando o contacto direto com mineralizações de diferentes tipos. Como não poderia deixar de ser, e sendo este um curso da “Febre do Ouro”, serão realizadas atividades de bateia com diferentes métodos, nas ribeiras que circulam e aglomeram algum do ouro do setor de Montemor-o-Novo.
URI: http://hdl.handle.net/10174/27102
Type: book
Appears in Collections:GEO - Publicações - Livros

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Guia_Campo_Curso de Professores_2018.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois