Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/9344

Title: Mulheres Licenciadas e a Promoção do Desenvolvimento em Países de Língua Oficial Portuguesa: Que diferença faz o Ensino Superior?
Authors: Joaquina Ramos, Isabel
Lucas, Maria Raquel
Rego, Maria da Conceição
Silva Carvalho, Maria Leonor
Keywords: Mulheres
Ensino Superior
Desenvolvimento Sustentável
Países de Língua Oficial Portuguesa
Issue Date: Dec-2013
Publisher: Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa
Abstract: A relação entre o ensino superior e o desenvolvimento está em geral bem estabelecida. Os países e as regiões com elevados níveis de qualidade de vida também mostram níveis elevados de literacia. Inversamente, nos países em desenvolvimento, e noutros com grandes proporções de cidadãos com baixos níveis de qualidade de vida, coexistem habitualmente baixas taxas de qualificação da população associadas com as mais altas taxas de pobreza e exclusão social, desemprego, analfabetismo, mortalidade infantil, incidência de HIV, malária e tuberculose, entre outras. Acresce que, neste países, a desigualdade de género nas esferas sociais, políticas e económicas é relevante e evidente. Níveis mais elevados de educação promovem maior bem-estar e qualidade de vida, por via dos rendimentos auferidos. No caso particular das mulheres, as mais qualificadas terão tendência a melhorar o seu estatuto na sociedade e a modificar positivamente o seu estilo de vida. Por outro lado é expectável que motivem, de forma natural, à sua descendência a importância da aprendizagem e da aquisição de conhecimentos. Esta questão é particularmente pertinente em sociedades de tipo matriarcal onde as mulheres desempenham um papel determinante na economia. Do ponto de vista da sustentabilidade dos territórios, podem contribuir ainda para a construção de uma sociedade mais sustentável. O presente trabalho tem como objectivo discutir a importância da obtenção de uma licenciatura na valorização social e económica das mulheres nos países de língua oficial portuguesa e, consequentemente, na promoção do desenvolvimento da sociedade. Para tal utilizam-se dados de tipo qualitativo, provenientes de estudos sobre o tema já desenvolvidos por outros investigadores, bem como dados de tipo quantitativo disponíveis nas estatísticas de organismos internacionais. A título de exemplo, apresentam-se os primeiros resultados de um estudo exploratório de natureza qualitativa, com base numa entrevista aplicada a uma amostra de conveniência de mulheres angolanas licenciadas.
URI: http://hdl.handle.net/10174/9344
ISBN: 978-989-97890-3-6
Type: article
Appears in Collections:ECN - Artigos em Livros de Actas/Proceedings
GES - Artigos em Livros de Actas/Proceedings
CEFAGE - Artigos em Livros de Actas/Proceedings
ICAAM - Artigos em Livros de Actas/Proceedings
PAO - Artigos em Livros de Actas/Proceedings

Files in This Item:

File Description SizeFormat
I Ramos_M Lucas_M Rego_M Carvalho_Mulheres licenciadas.pdf403 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois