Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/16303

Title: Gestão democrática da organização escolar brasileira na globalização
Authors: Xavier, Alexei José Esteves
Advisors: Verdasca, José
Keywords: Ensino especial
Administração escolar
Organização do ensino
Issue Date: Apr-2006
Publisher: Universidade de Évora
Abstract: Esta dissertação teve como objetivo fundamental de fazer uma análise reflexiva sobre a gestão educacional que nos mostra a necessidade de uma abordagem prévia, mesmo que breve do contexto político-sociológico do nosso país. Observamos historicamente que o processo de organização e reorganização da sociedade Brasileira, com sua relação de poder dão o tom do avanço ou o retrocesso da gestão educacional. Nesse processo, as ações anacrônicas e autoritárias, seja, em épocas coloniais em regime escravista ou, na fraqueza republicana dos marechais, no populismo ou na ditadura militar, forjaram heranças muito fortes na democracia conquistada de forma árdua pelo povo Brasileiro. O aperfeiçoamento das relações de poder democratizadas e com respeito a cidadania da população disputa espaço com as conservadoras forças políticas de fisiologismo e coronelismo existentes no Brasil. A escola como instituição interage com a sociedade, que se encontra contextualizando no seu cotidiano permeado por práticas autoritárias. A discussão sobre a gestão democrática da educação esta inserida na luta pela democratização da sociedade na qual é vítima da política globalizada. Em tempo de vigência do neoliberalismo, o tema gestão está associado aos paradigmas que fundamentam as mudanças conservadoras na forma de pensar a sociedade e a gestão educacional. A estratégia até tem a aparência de novas políticas para melhorar a educação, mas a essência do discurso é facilmente desmistificada se questionarmos o seu caráter público e democratizante e sua perspetiva de inclusão social. O movimento pela democratização no ensino público foi constatado que está ocorrendo nas últimas décadas, e experiência de sucesso em vários estados e municípios na implantação de conselhos, colegados escolares e eleição de dirigentes de unidades de ensino foram mecanismos consolidados a partir da constituição de 1988, que legitima a gestão democrática no ensino público. É preciso que o diretor de escola pública que possua função pedagógica e social, seja um líder educacional, servindo de fonte de inspiração e incentivo e apoio técnico, fazendo com que cada profissional, aluno e pai sinta que a escola lhe pertence. /ABSTRACT - This essay aims to stimulate a reflexive analysis on the educational system that shows us a need for a previous approach, even if brief, on the social - political context of our country. We historically observe that the process of organization and reorganization of the brazilian society with its power promotes the advancement system. It this process, the authoritarian and anachronic actions, be it in colonial times in the slavery regime or in the frank republic of the marshals, in the populism or in the military dictatorship, they forged very strong heritages in the conquered democracy by the brazilian people. The improvement of the power relations and in reference to the respect for the citizenship of the population that dispute space with the conservative political powers of the physiologist and the colonialism existing in Brazil. The school, as an institution, interacts with society which is contextualized in its everyday life permeated by authoritarian practices. The discussion about the democratic management of education is inserted in the fight for the democratization of society which is a Victim of the globalized politics. In times of the neoliberalism power, the topic of management is associated to the paradigms which base the conservative changes in society's way of thinking and in the educational system. The strategy even seems to have a new policy to improve education, but the essence of the discourse is easily desmythifield if we question its public character and its perspective of social inclusion, the movement for the democratization in the public teaching has been observed in the last decades, and the success of many states and municipalities in the implanting of boards, school boards, and in the election of principals at the teaching units, all of this was consolidated from the 1988 constitution onwards. It's necessary that the principals of the public schools who have pedagogical and social functions be an educational leader, serving as a source for inspiration and incentive and technical support, making each professional, student or their parents feel that the school belongs to them.
URI: http://hdl.handle.net/10174/16303
Type: masterThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Alexei José Esteves Xavier - Tese de Mestrado - 162 972.pdf7.52 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois