Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/11177

Title: Factores limitantes à produtividade do girassol em condições de sequeiro e efeitos de diferentes aspectos da técnica cultural
Authors: Barros, José Francisco Calado
Advisors: Carvalho, Mário de
Keywords: Aumento da produtividade do girassol
Variedades de girassol
Populações de plantas
Adubação
Sistemas de mobilização do solo
Manutenção de resíduos
Cultura do girassol
Issue Date: 2000
Publisher: Universidade de Évora
Abstract: "Sem resumo feito pelo autor"; O presente trabalho teve como objectivo, estudar o aumento da produtividade da cultura do girassol em regime de sequeiro, através do aumento da quantidade de água utilizada e/ou do aumento da eficiência de utilização da água. Assim, entre os anos agrícolas de 1988/89 e 1994/95, estudaram-se diferentes aspectos da técnica cultural e suas interacções, nomeadamente o efeito da data de sementeira, variedades de girassol, populações de plantas, adubação, sistemas de mobilização do solo (mobilização tradicional e sementeira directa), e ainda a manutenção de resíduos (palhas de cereais à superfície), na água utilizada, na eficiência da utilização da água e na produção de grão na cultura do girassol. Os ensaios, foram realizados em solos cartografados como Bvc (Barros castanho – avermelhados calcários); Vc (solos calcários vermelhos de calcários) e Vm (solos mediterrâneos vermelhos ou amarelos de materiais não calcários), na Herdade Experimental da Almocreva (Beja). De todos os factores estudados, foi a antecipação da data de sementeira que mais beneficiou a cultura em termos de produção de grão, consequência dum aumento da Duração da Área Foliar entre o aparecimento do botão floral e a plena floração, e de uma maior quantidade de água utilizada pela cultura entre estes dois estágios fenológicos. No entanto, a data óptima de sementeira dependeu da variedade. A escolha da variedade parece não ser tão importante, em condições de sequeiro, na produção de grão da cultura do girassol. Também a densidade de sementeira (população de plantas), revelou em termos práticos, uma influência muito pequena na produção de grão, podendo-se indicar, em condições semelhantes às do ensaio, o valor de 3.2 plantas.m-2, como população óptima. Por sua vez, a aplicação de nutrientes (N, P, K), não trouxe qualquer vantagem para a produção de grão do girassol. Dos dois sistemas de mobilização estudados (mobilização tradicional e sementeira directa), verificou-se que quando a sementeira directa seja efectuada num solo que já tenha desenvolvido o perfil típico deste sistema de mobilização, ou seja, que a quantidade de poros biológicos ao longo do perfil do solo, possibilite uma boa penetração das raízes das plantas, este sistema pode ser vantajoso, porque consegue produções de grão similares à mobilização tradicional, com a vantagem da redução dos custos, originando um maior rendimento ao agricultor. No entanto, em solos que nunca foram sujeitos a sementeira directa, este sistema parece representar um grande risco na cultura do girassol. A manutenção duma cobertura morta à superfície do solo, não trouxe quaisquer benefícios à cultura, pois não afectou o armazenamento de água no solo entre o aparecimento do botão floral e a plena floração, nem a eficiência da utilização da água do solo. Verificou-se inclusive, uma redução da produção de grão no tratamento com cobertura morta, o que poderá ter ficado a dever-se à maior compactação do solo provocada pelos discos do semeador que foi utilizado, com consequência no crescimento das plantas.
URI: http://hdl.handle.net/10174/11177
Type: doctoralThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
José Francisco Calado Barros - 104 994.pdf31.62 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois